ABRIL 2013
MAU HÁLITO
Dr. Fabião de Castro da Silva – Médico Dentista
dentocarmo@gmail.com

A expressão “mau hálito” é usada popularmente para designar o que, em termos médicos, se designa por halitose. A halitose, ou mau hálito, é uma condição anormal do hálito, que se altera de forma desagradável. A palavra halitose tem origem no latim: “halitu” significa ar expirado e “osi” alteração. É, portanto, o odor expirado pelos pulmões, boca e narinas. Pesquisas realizadas revelam que aproximadamente 30% da população sofre deste problema.

A halitose não é uma doença, mas pode denunciar a ocorrência de alguma patologia ou problema de saúde, podendo também sinalizar alguma alteração fisiológica. Sendo assim, é um sinal de que algo no organismo está em desequilíbrio, devendo ser identificado através de um correcto diagnóstico e tratado adequadamente quando o problema se torna crónico.

Causas

Existem aproximadamente 60 causas distintas para o mau hálito e, por este motivo, este tem característica multifactorial, ainda que, em mais de 90% dos casos, tenha origem na cavidade oral, acompanhada ou não de alterações sistémicas.

Pode ser de origem fisiológica (hálito matinal, jejum prolongado, dietas descontroladas, hábitos ou alimentação inadequada), devido a razões locais, como má higiene oral, placas bacterianas retidas na língua (saburra lingual) ou amígdalas (cáseos amigdalianos), baixa produção de saliva (hipossalivação), doenças da gengiva (periodontite), problemas em vias aéreas (adenóides, rinites, sinusites...), stress, ou mesmo por razões sistémicas, entre elas diabetes, problemas renais ou hepáticos, prisão de ventre acentuada e outros.

O uso excessivo de medicamentos, factores como o tabaco, drogas, abuso de bebidas alcoólicas e a utilização de soluções para bochecho com álcool na composição, também são factores que podem comprometer o hálito.

É importante referir que problemas relacionados com o estômago, só muito raramente são causa de hálito alterado - até aos dias de hoje, existe essa crença, com pouca ou nenhuma evidência científica ou clínica.

Problemas psicológicos e impacto na qualidade de vida

Ainda que possa existir algum grau de preocupação com a saúde física, a maioria das pessoas afectadas preocupa-se mais com as implicações sociais por padecer de halitose. Por esse motivo, a consciência de padecer de mau hálito pode acarretar consequências psicológicas, com manifestações comportamentais visíveis (cobrir a boca ao falar, manter uma maior distância interpessoal ou evitar relações sociais) e outras mais graves. 

O simples acto de cheirar encontra-se imbuído de carga emocional, podendo suscitar a aproximação ou repulsa, e até estimular a memória (tanto para aquele que padece como para os que o rodeiam). A percepção de um hálito desagradável geralmente despoleta um aumento imediato das emoções negativas, como irritabilidade, mal-estar, nervosismo e agitação.

Tratamento da Halitose

Sendo a causa principal do mau hálito de origem oral, o especialista que deve consultar em primeiro lugar é o médico dentista. Este deverá identificar e despistar as causas e origens do mau hálito. O otorrinolaringologista é outro dos especialistas aos quais poderá ser encaminhado, se a possível causa do mau hálito tiver origem nas amígdalas, faringe ou nariz. Só após estabelecer a correcta etiologia do problema, o mesmo poderá ser tratado correctamente. Existem, no entanto, dicas básicas que funcionam de uma forma geral, qualquer que seja a causa.

Para combater a halitose, deve seguir conselhos básicos, como fazer uma adequada higiene oral, recorrendo ao uso de fio dentário, elixires sem álcool e escovagem ou raspagem da língua, fazer check-ups regulares com o seu médico dentista, evitar longos períodos de jejum, evitar alimentos que provoquem boca seca, ingerir bastantes líquidos (água de preferência). Evitar o álcool e o tabaco em excesso, praticar exercício físico, fazer exames médicos regulares e evitar o stress, podem ser também factores que contribuem para um hálito saudável.
Se é portador de mau hálito, não hesite: procure o seu médico dentista. Este irá ajudá-lo a resolver esse problema que o condiciona no dia-a-dia.


 


seara.com
 
2009 - Farm´cia Caniço
Verified by visa
Saphety
Paypal