JULHO 2012
APOIO DOMICILIÁRIO
Dra. Patrícia Caires – Psicóloga
patricia.caires@homeinstead.com.pt

É conhecido o evidente envelhecimento da população portuguesa. A Terceira Idade é, actualmente, um dos sectores mais desprotegidos da sociedade, tendo o Estado uma capacidade de resposta limitada e cada vez mais insuficiente. As famílias têm cada vez menos capacidade para apoiar os seus idosos, dadas as crescentes exigências profissionais. Uma das perspectivas mais assustadoras para um idoso é a de poder ter de deixar a sua casa e tudo o que lhe é familiar. 

O apoio domiciliário é uma alternativa que permite que as pessoas fiquem nas suas casas enquanto possível. O objectivo deste serviço é fazer com que os idosos desfrutem ao máximo a vida, sem se terem que preocupar com questões do dia-a-dia, proporcionando uma atenção integral, complementada por um conjunto de actividades e de serviços, que se destinam a proporcionar o bem-estar generalizado e a qualidade de vida. 

Os serviços de acompanhamento a idosos englobam o apoio nas tarefas diárias comuns, como: cuidados de higiene pessoal, lembrança de medicação, limpeza e arrumação da casa, preparação de refeições, tratamento de roupas, leitura, jogos, pequenos passeios, organização de documentos, compras gerais, acompanhamento em deslocações, entre outros.
É uma actividade vocacionada para o combate da solidão. Este é o factor que mais afecta as pessoas idosas, levando muitas vezes a estados de depressão. 

Também assume um papel fundamental em situações mais complexas para as famílias, apoiando pessoas com doenças como a Demência e Alzheimer. São processos de grande desgaste, não só pelo apoio constante que é necessário prestar, mas principalmente pela pressão psicológica a que os familiares estão sujeitos.

Cuidados a ter na escolha deste apoio ao domicílio:
 - Analise as necessidades da pessoa que usufruirá do apoio domiciliário e faça uma simulação horária (por exemplo, calcule o tempo para confeccionar refeições ou tratar da roupa);
 - Sabendo o número de horas, peça orçamentos e compare os preços. Averigue se são cobrados à hora ou por mês e qual o custo dos fins-de-semana e dos feriados;
 - Confirme se vão a sua casa para fazer uma avaliação e diagnóstico gratuito das necessidades pessoais e sociais em função da sua situação pessoal e familiar;
 - Pergunte ainda se fazem apoio nocturno, e se têm um número de telefone para emergências;
 - Confirme se os cuidados pessoais e de acompanhamento são prestados por auxiliares especializados em ajuda ao domicílio;
 - Certifique-se de que a empresa em causa dispõe de uma autorização de funcionamento. Poderá obter a informação, contactando o centro distrital de Segurança Social da sua área;
 - Pergunte ainda o nome do director técnico e do responsável pelos serviços prestados.
 - Peça o regulamento da empresa e o contrato que terá de assinar no final e estude-os atentamente.
 - Tendo optado por alguma empresa, deixe sempre uma lista com os trabalhos a efectuar para a pessoa que se deslocar ao domicílio. Deste modo, controlará a execução dos serviços pretendidos.


 


seara.com
 
2009 - Farm´cia Caniço
Verified by visa
Saphety
Paypal