MARÇO 2018
ESTRIAS
Dr. Hugo Rodrigues
Farmácia do Caniço
hugo.rodrigues@farmaciadocanico.pt

Constituída por três camadas distintas, a pele é um dos maiores órgãos do corpo humano. É este órgão que nos confere proteção contra agressões externas, impede a passagem de água e de outros constituintes endógenos para o meio exterior, participa no sistema imunológico e age como órgão sensorial.
Das três camadas da pele, a derme é a mais complexa, composta por tecido conjuntivo, proteínas fibrosas e fibras elásticas. A função desta camada é sustentar, dar força e elasticidade à pele. A elasticidade dos tecidos é indispensável para o homem em vários órgãos, nomeadamente na pele, que tem que responder consecutivamente a agressões fisiológicas e patológicas no decorrer da sua vida. 
A derme, por sua vez, é dividida em duas camadas: a camada papilar e a camada reticular. É nestas camadas que encontramos as fibras de colagénio finas e os feixes de colagénio mais espessos, respetivamente, estruturas estas responsáveis pelo estiramento da pele e pela formação das estrias. As fibras de colagénio são responsáveis pela estrutura do tecido. Por sua vez, a flexibilidade é proporcionada pela elastina, composta por aminoácidos como a desmosina e a isodesmosina. Mudanças nestas estruturas de suporte podem gerar uma debilitação na espessura do tecido, que associado a alguns problemas de saúde, como a obesidade, geram as estrias cutâneas.
Define-se como estria um processo degenerativo benigno, de rápido estiramento cutâneo, com aspeto simétrico, cuja coloração varia de acordo com a sua fase evolutiva. Durante este processo, ocorre uma diminuição da espessura da pele, consequente redução do número e do volume dos seus elementos. 

Vários autores defendem a etiologia das estrias em três teorias:

Mecânica
A estria ocorre quando a pele é submetida a um estiramento, rutura ou perda de fibras elásticas, como em casos de obesidade, gravidez ou atividade física vigorosa.
Endocrinológica
Pode surgir um estiramento localizado em algumas regiões, consequente da adoção de hormonas corticosteroides, abuso de anabolizantes ou de distúrbios hormonais e nutricionais.
Infeciosa
Considerada a mais especulativa, sustenta-se no facto de um processo infecioso provocar danos nas fibras elásticas. Existem relatos que patologias como febre tifóide, reumática e outras hepatopatias possam causar um estiramento cutâneo.
Além destes fatores, há quem defenda que existe uma predisposição genética no que toca à expressão dos genes que codificam a formação do colagénio e da elastina, ou seja, se a progenitora tiver estrias, é muito provável que o filho(a) também venha a ter.

As estrias podem ser classificadas em:
Rosadas
Também chamadas Iniciais. Estas apresentam aspeto inflamatório e coloração rosada, causada pelo rompimento de alguns vasos sanguíneos e distensão anormal das fibras elásticas. Estas estrias podem ser acompanhadas de prurido e alguma dor.
Atróficas
Exibem uma linha hipocrómica e flácida de aspeto semelhante ao de uma cicatriz.
Nacaradas
Uma estria flácida, em estado mais degenerativo, com evolução para fibrose.
De um modo geral, a estria é relatada como uma lesão irreversível. No entanto, alguns tratamentos, como o peeling mecânico – o qual atua como um esfoliante da epiderme; o peeling químico – onde são usados compostos que vão produzir uma destruição controlada da epiderme e da derme, e a sua posterior reepitelização; e o peeling de microcristal – onde substâncias como diamantes e hidróxido de alumínio são simultaneamente jateadas e aspiradas sobre a pele; são usados na tentativa de melhorar o aspeto da estria.
Compostos como os alfa-hidróxiácidos (AHA), utilizados nos peelings químicos, têm sido cada vez mais associados ao tratamento da formação de estrias. Estes ácidos promovem uma inflamação no tecido e, posteriormente, uma renovação celular epidérmica. 
Devido à dificuldade do tratamento da estria, o melhor será procurar prevenir o seu aparecimento. Hoje em dia, existem produtos cosméticos e estéticos que contêm óleos, vitaminas e extratos de plantas com atividade comprovada na prevenção da estria. São compostos ativos que promovem a hidratação, contribuindo na manutenção da elasticidade da pele e na reestruturação e redensificação cutânea, protegendo e estimulando a síntese das fibras de colagénio e elastina, onde a sua ação redensificante permite obter uma pele tonificada, alisada e muito mais saudável.
Quando estamos cientes de que vamos cruzar uma fase onde o estiramento cutâneo é bastante provavel, como por exemplo a gravidez, é aconselhado procurar algum metodo que dê um suporte acrescido à pele. Se houver dúvidas no que fazer no eventual aparecimento de estrias, ou se suspeita que o seu aparecimento é quase certo, lembre-se que pode sempre contar com os profissionais de saúde. 

Das três camadas da pele, a derme é a mais complexa, composta por tecido conjuntivo, proteínas fibrosas e fibras elásticas. A função desta camada é sustentar, dar força e elasticidade à pele.


 


seara.com
 
2009 - Farm´cia Caniço
Verified by visa
Saphety
Paypal