JANEIRO 2010
PRISÃO DE VENTRE: APRENDA A REGULAR O SEU CORPO
Dra. Gisele Amorim - Farmacêutica*

A prisão de ventre, ou obstipação, pode ser aliviada com a utilização de laxantes, mas principalmente com a adopção de estilos de vida e hábitos alimentares mais saudáveis. Ao seguir algumas recomendações simples, poderá registar melhorias significativas.

A prisão de ventre é definida como uma diminuição da frequência de eliminação fecal, com duas ou menos dejecções por semana, e é caracterizada pela dificuldade de passagem das fezes, secas e duras. Os sinais mais comuns da obstipação são uma ligeira anorexia, náuseas e distensão abdominal.

As causas mais frequentes da prisão de ventre são:

•    Uso crónico de laxantes estimulantes;
•    Maus hábitos alimentares, como a não inclusão de uma dieta suficientemente volumosa, ingestão reduzida de legumes, verduras, frutas, líquidos, ingestão excessiva de alimentos que endurecem as fezes;
•    Mudança de ambientes, viagens;
•    Falta de aquisição do hábito de defecação regular;
•    Sedentarismo;
•    Atonia ou hipertonia do cólon;
•    Cirurgia;
•    Administração prolongada de medicamentos, tais como: analgésicos opiáceos (tramadol, codeína…); antiácidos (sais de alumínio); anticolinérgico (hioscina); antiepiléticos (fenitoína); antidepressivos (amitriptilina); antihistamínicos (clorfeniramina); antihipertensivos (clonidina, metildopa); Relaxante muscular (alprazolan); antiparkinsónico (levodopa); betabloqueadores (propranolol); psicotrópicos (clorpromazina); ferro oral;
•    Esgotamento cerebral.

A obstipação crónica pode frequentemente ser aliviada sem a utilização de laxantes. O tratamento passa por mudar o estilo de vida e hábitos alimentares. É recomendável:

•    Fazer uma dieta rica em fibras vegetais, como os cereais integrais em grão ou transformados na forma de pão, massas, cereais de pequeno-almoço prontos a consumir e outros derivados; fruta fresca e legumes verdes folhosos; alguns frutos secos como as ameixas e os figos. As fibras fermentam no intestino grosso e fornecem o volume necessário para estimular os músculos desse órgão;
•    Consumir líquidos em abundância, uma vez que estes previnem a desidratação e ajudam a tornar as fezes mais macias;
•    Praticar exercício físico regularmente, de modo a estimular os músculos do intestino;
•    Evitar o consumo excessivo de álcool, café e refrigerantes;
•    Evitar o consumo excessivo de carne vermelha.

A obstipação aguda pode muitas vezes ser corrigida com a administração de laxantes, mas de uso temporário, pois o abuso da sua utilização pode agravar o quadro de obstipação inicial. Estão disponíveis vários tipos de laxantes, com mecanismos de acção distintos:

•    Laxantes por aumento do volume do bolo intestinal;
•    Laxantes emolientes;
•    Laxantes osmóticos;
•    Laxantes estimulantes;
•    Laxantes salinos.

Deverá ser criterioso na sua escolha, uma vez que é importante optar pelo método mais apropriado. O seu farmacêutico poderá ajudá-lo a escolher a solução mais adequada.

* A Dra. Gisele Amorim é colaboradora da Farmácia do Caniço desde 2004, desempenhando actualmente as funções de Farmacêutica Adjunta.

 


seara.com
 
2009 - Farm´cia Caniço
Verified by visa
Saphety
Paypal