JULHO 2012
ENFERMAGEM VETERINÁRIA

Carina Gaspar – Enfermeira Veterinária

Todo o centro de atendimento médico veterinário possui uma equipa de profissionais composta por médicos, enfermeiros e auxiliares veterinários. Ao médico cabe-lhe o papel de diagnosticar as diversas doenças, assim como a prescrição do tratamento adequado. Os auxiliares estão mais virados para a área administrativa, assim como a contenção dos animais e como o seu nome indica, auxiliar o médico nas diversas tarefas diárias. Todos trabalhamos em conjunto para atingir um objetivo comum que é dar saúde aos animais de estimação e, indiretamente, aos seus proprietários, uma vez que, evitando as doenças destes, prevenimos que algumas delas sejam transmitidas à população.

A etimologia da palavra “enfermagem” vem do Latim, nessa língua a palavra FIRMUS significa – Sólido, Forte, resistente, isto é FIRME, então em oposição, tudo aquilo que não tinha essa qualidade era IN-, “não” FIRMUS, originando a palavra “Enfermo”. A palavra veterinário vem também do Latim “ VETUS ” que quer dizer velho – idoso; daí também vieram palavras como “Vetusto ” e “ Veterano ”. Os animais do exército romano, quando passada a idade em que ainda podiam ser úteis, eram retirados a um sítio para poderem gozar de um justo descanso e o pessoal que cuidava desses animais veteranos era chamado de VETERINARII, por isso e compondo estas duas palavras, podemos dizer que a enfermagem veterinária é a muito nobre arte de cuidar daqueles animais que não estão saudáveis.

O enfermeiro veterinário é um profissional dotado de uma licenciatura em enfermagem veterinária, responsável em conjunto com os veterinários, pela prevenção e tratamento das enfermidades que acometem aos animais. O enfermeiro veterinário é um profissional habilitado para atuar em todas as áreas da saúde animal, nomeadamente Clínica-Hospitalar, Cirúrgica, Laboratorial, Administrativa Gerêncial e Educacional.

Papel do enfermeiro veterinário

As funções específicas do enfermeiro veterinário, entre outras, são:

Na área Administrativa:
Marcação e agendamento de consultas e outros procedimentos;
Organização de documentos diversos;
Acautelamento de produtos e medicamentos;
Gerência de stocks e inventários;
Supervisionar protocolos de higiene do centro.

Na área Clínica:
Receção e elaboração de fichas clínicas e triagem dos pacientes; 
Administração e aplicação de vacinas, medicamentos, identificação eletrónica assim como quaisquer tratamentos prescritos pelo médico;
Cuidado e monitorização dos animais hospitalizados;
Preparação do paciente para realização de exames de diagnóstico;
Preparação da medicação para casa;
Realização e mudança de pensos - remoção de pontos de sutura.

Na área Cirúrgica:
Limpeza, desinfeção e esterilização das peças cirúrgicas;
Arrumação do material cirúrgico antes e depois das cirurgias;
Preparação dos pacientes para as cirurgias;
Assistir o médico durante os procedimentos cirúrgicos;
Cuidados pós-cirúrgicos dos pacientes.

Área Laboratorial e Exames Complementares:
Recolha e acondicionamento de amostras para posterior envio ao laboratório;
A nossa formação teórico-prática no âmbito de laboratório proporciona uma base para podermos, no futuro, dedicarmo-nos a realização das mais diversas análises bioquímicas, microbiológicas, parasitológicas, etc.

Na área da Nutrição e Alimentação:
Estamos habilitados para aconselhar devidamente os donos dos animais num plano de nutrição adequado.
Supervisão das dietas receitadas pelo veterinário

A primeira Enfermeira Veterinária 

Em 1908, após as pessoas perceberem que havia uma necessidade formal de treinar enfermeiros, as primeiras enfermeiras veterinárias surgiram sendo conhecidas como enfermeiras de cães. Foram treinadas através de um programa assistente de medicina veterinária que estava disponível através do Instituto Canine. Seguindo as ordens do médico, as enfermeiras mantinham os animais, cuidando deles até que se encontrassem bem para regressar a casa. Uma enfermeira de cães recebia meia libra, alojamento, refeições e despesas de viagem.

Enfermagem Veterinária em Portugal  

A licenciatura em enfermagem veterinária como curso universitário, não existe em muitos países. Nos Estados Unidos da América, só recentemente foi criada, uma vez que já existia uma profissão semelhante conhecida como técnico veterinário.

Na Europa, Portugal é um dos poucos países onde já existe esta licenciatura. Já na nossa vizinha Espanha, temos colegas que vêm estudar a Portugal, uma vez que lá só existe a profissão de Assistente Técnico-Veterinário (ATV). Os países onde é mais difundida são Reino Unido e a Austrália.

No nosso país, a profissão ainda está no começo. No entanto, na atualidade é possível verificar um aumento na procura, cada dia a sociedade reconhece um pouco mais a nossa vocação e os médicos veterinários valorizam as nossas aptidões.

Em Portugal, existem atualmente cinco escolas que oferecem este curso: Escola Superior Agrária de Elvas, Viseu, Ponte de Lima, Bragança e Castelo Branco.

Enfermagem veterinária na Madeira

Como em todo o resto do país, na Região Autónoma da Madeira, os enfermeiros veterinários vão conquistando lentamente, mas a passo firme, o seu lugar nos diversos centros de atendimento. Atualmente, existem na região cerca de oito licenciados. Alguns dos recém-licenciados decidiram seguir mestrado, que surgiu há poucos meses em algumas das escolas acima mencionadas.

Algumas clínicas deram oportunidade a estes profissionais, acreditando serem uma mais-valia para melhorar a distribuição de funcionalidades dentro da empresa, bem como para duplicar tempo e disponibilidade.

Assim como todas as profissões, com destaque para aquelas ligadas à área da saúde, na nossa também devemos ficar atentos às novas tecnologias. Alguns Hospitais Veterinários, conceituados de Portugal continental, oferecem formações bem programadas e de excelentes conteúdos técnico-científicos.
Presentemente, quem dá voz pelos enfermeiros veterinários é a AEVP (Associação de Enfermeiros Veterinários Portugueses), formada em 2007 por profissionais licenciados em enfermagem veterinária, cuja principal missão passa por preparar os enfermeiros no respeitante às questões práticas do dia-a-dia de trabalho, organizando diversos cursos.

Gostava que no futuro fosse criada uma Ordem de Enfermeiros Veterinários, com a mesma a ter um código deontológico. 

O objetivo último passa por dar saúde aos animais, quer seja através da prevenção ou da cura das diversas doenças, bem como a educar e sensibilizar a população em geral. Para que tal aconteça, os médicos, enfermeiros e auxiliares devem trabalhar em equipa para atingir este fim.


 


seara.com
 
2009 - Farm´cia Caniço
Verified by visa
Saphety
Paypal