DEZEMBRO 2016
CUIDADOS COM OS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO NO INVERNO
Dra. Cássia Mourão
Médica Veterinária 
auqmia@live.com.pt

O inverno na Região embora seja caracterizado por temperaturas amenas, ainda assim há zonas em que o frio se faz sentir e por isso há que ter alguns cuidados com os nossos animais. Como em tudo há que ter bom senso e saber que se nós sentimos as mudanças de temperatura também o animal como ser ciente o sente.
Os animais com pelagem mais curta e menos espessa podem beneficiar do uso de roupas, assim como os mais geriátricos.
Durante o inverno o gasto energético é maior, uma vez que que são consumidas calorias para a manutenção da temperatura corporal. Devido a esse fato poderá ser indicado o aumento da quantidade de alimento a ser administrada, para tal deve recorrer ao aconselhamento do seu médico veterinário, que ajustará a dose se necessário.
Os animais que permanecem fora de casa, nomeadamente os cães de guarda, devem dispôr de um abrigo que lhes permita protegerem-se da chuva e do vento. Esse abrigo deve ser orientado de forma que durante o dia tenham uma boa exposição solar.
Os animais que permanecem dentro de casa podem estar sujeitos à aquecedores, ar condicionado ou lareiras. Os primeiros poderão ser responsáveis pela desidratação das vias aéreas. Se notar alterações respiratórias poderá ser necessário diminuir o aquecimento.  Em todos casos, há que ter cuidado para evitar as queimaduras no focinho, patas e caudas por proximidade excessiva ao calor, que por vezes acontecem devido à curiosidade dos animais.
Caso o seu animal seja um pássaro, saiba que as gaiolas também devem ser colocadas em locais sem correntes de ar.
Relativamente as patologias mais frequentes nesse período, destaco as doenças respiratórias e a exacerbação dos sintomas das doenças osteoarticulares.
 As doenças respiratórias podem ser minimizadas mantendo o seu animal com um bom estado imunitário (desparasitado, boa alimentação), evitando a permanência de longos períodos molhados ou sujeitos a correntes de ar.  Podem também recorrer ao uso de vacinas próprias das doenças respiratórias. Uma vacina muito recomendada nessa época é a da tosse do canil.  Essa vacina protege contra o vírus da Parainfluenza e contra a Bordetella bronchiseptica. Hoje em dia essa vacina pode ser administrada via nasal ao invés da tradicional administração subcutânea.
As doenças osteoarticulares, principalmente no nosso animal mais idoso podem reavivar a sintomatologia. Esses animais beneficiam de uma cama macia e quente bem com do uso de alguns condro protetores ou outros tipo de medicação analgésica. Os animais com este tipo de patologia deverão recorrer a consulta médico veterinária antes da entrada da estação.
A chegada do inverno pode ser um momento excelente para permanecer mais tempo em casa na companhia do seu companheiro de quatro patas. Usufrua desses momentos.


“Devido a esse facto poderá ser indicado o aumento da quantidade de alimento a ser administrada, para tal deve recorrer ao aconselhamento do seu médico veterinário, que ajustará a dose se necessário”.


 


seara.com
 
2009 - Farm´cia Caniço
Verified by visa
Saphety
Paypal