NOVEMBRO 2016
PORTUGUESES CRIAM MOLÉCULAS QUE ELIMINAM EFEITOS SECUNDÁRIOS DE TRATAMENTOS CONTRA O CANCRO
O investigador Gonçalo Bernardes, e a sua equipa do Instituto de Medicina Molecular (iMM) e da Universidade de Cambridge, viram recentemente publicado um artigo na prestigiada revista Nature Communications, depois de terem desenvolvido um novo método que permite construir moléculas para serem usadas como terapias direcionadas contra o cancro, sem a habitual toxicidade dos tratamentos.
Por não conseguirem distinguir células cancerígenas de células saudáveis, as terapias anticancerígenas existentes sofrem de uma eficácia reduzida e possuem efeitos secundários recorrentes.
O novo método, descoberto pela equipa liderado por Gonçalo Bernardes, apresenta uma nova classe de compostos que garantem que o fármaco não seja libertado prematuramente de um anticorpo específico para as células cancerígenas na circulação sanguínea.
"Este novo método de ligação de fármacos muito tóxicos a anticorpos específicos contra células cancerígenas poderá tornar-se no método de eleição para a produção deste tipo de novas terapias, pois elimina a instabilidade e toxicidade adversa dos conjugados anticorpos-fármacos usados na clínica", explica Gonçalo Bernardes, responsável pela investigação, em comunicado.
Desta forma, o fármaco pode ser direcionado eficientemente para o tumor, permitindo assim aplicar esta promissora terapia com um maior nível de eficiência numa das patologias mais preocupantes da sociedade atual.

FONTE: SAPO Lifestyle

 


seara.com
 
2009 - Farm´cia Caniço
Verified by visa
Saphety
Paypal